#QueTalViajar: Carmelo

Dando continuidade a nossa viagem uruguaia dos domingos de Outubro, vamos passar pela cidade de Carmelo, ao ladinho da cidade de Colônia del Sacramento que também já vimos aqui no blog.

Se você vem acompanhando nosso blog, esse mês nós já passamos pelas cidades de Montevideo, Punta del Este e mais recentemente Colônia del Sacramento. Agora nós chegamos ao último destino de viagem do mês de outubro.

Há quem diga que as vizinhas, Colônia e Carmelo, são o complemento uma da outra, mas não vá pensando que elas são uma coisa só. Carmelo está longe de ter o clima turístico de Colônia e reserva um aspecto muito mais de cidade pequena do interior. Algumas horas no centro da cidade e você perceberá a diferença.

Como chegar em Carmelo?

Você deve ir de avião para Montevideo, de lá seguir para Colônia del Sacramento (seja de ônibus, carro particular, táxi etc). Uma vez na cidade de Colônia você pegará outro transporte para chegar até Carmelo, o trajeto têm cerca de 79km e duração de 1h10min de carro.

Nos posts das respectivas cidades você vai encontrar dicas de como chegar até elas, dá uma conferida lá!

Onde ficar hospedado em Carmelo?

Mesmo sendo uma cidade com cara de interior você vai encontrar opções de hospedagem entre os vinhedos, outras que mesclam a simplicidade do campo e sofisticação, há hotel 5 estrelas de redes internacionais e também pousadinhas pelo centro com um preço mais acessível.

O que fazer em Carmelo?

Longe do agito de cidades como Punta del Este e Montevideo, Carmelo é um lugar para curtir a tranquilidade do campo, aproveitar a boa culinária e desfrutar a boa companhia das pessoas. Dizem inclusive que é uma boa opção para viagens de casal, então já vá pensando formas de arrastar o crush pra lá!

A cidade fica às margens do Rio da Prata, no extremo sudoeste do país, a tranquila Carmelo é vizinha de Colonia del Sacramento que está a 70 km de distância. O centro da cidade de Carmelo não tem lá grandes pontos de turismo, muito menos luxo. A parte mais charmosa da cidade é a ponte vermelha na entrada de Carmelo e sua linda orla que dão boas vindas aos visitantes.

Resultado de imagem para ponte vermelha na entrada de Carmelo
Ponte na entrada de Carmelo, Uruguay. Fonte: Viver Uruguay

Sem dúvida que a cereja do bolo de Carmelo é ir conhecer as vinícolas que rodeiam a cidade, quer conhecer um pouquinho de cada?

  •  El Legado: com produção de vinhos desde 2011 cada etapa do processo passa pelas mãos e olhos atentos da família de Bernado Marzuca que herdou a fazenda as terras do pai. O local é uma bodega boutique que oferece visitas guiadas com passeio pelos vinhedos e sala de barricas, além da possibilidade de fazer a degustação de vinhos acompanhada de tábua de queijos e frios. O ideal é realizar uma reserva antes de se dirigir ao local, só pra garantir que você não vai dar viagem perdida, ok?
A imagem pode conter: bebida
Visitantes da vinícola El Legado, Carmelo, Uruguay. Fonte: Página do facebook El Legado
A imagem pode conter: céu, árvore, casa, nuvem, grama, planta, atividades ao ar livre e natureza
El Legado, Carmelo, Uruguay. Fonte: Página do facebook El Legado
Bodega Boutique El Legado em Carmelo
Degustação de vinhos, El Legado, Carmelo, Uruguay. Fonte: Blog Viver Uruguay
  •  Almacén de la Capilla: o local foi fundado em 1855 por Don Antonio Cordano, o casarão foi mantido quase sem alterações em sua estrutura, os vinhedos existem há mais de cem anos e atualmente pertence a 5ª geração da família. No entorno você vai ver uma igrejinha e um casarão antigo. No interior do armazém você vai encontrar produtos como vinhos, doce de leite caseiro, azeite de oliva, uma grande variedade de geléias, grãos, etc.
A imagem pode conter: planta, árvore, céu, grama, atividades ao ar livre e natureza
Vinhedos do Almacén de la Capilla, Carmelo, Uruguay. Fonte: Página do Facebook do Almacén de la Capilla
Turismo Carmelo Uruguai
Degustação de vinhos no Almacén de la Capilla, Carmelo, Uruguay. Fonte: Viver Uruguay
A imagem pode conter: pessoas sentadas, planta, grama, árvore, atividades ao ar livre e natureza
Degustação ao ar livre no Almacén de la Capilla, Carmelo, Uruguay. Fonte: Página do Facebook do Almacén de la Capilla
  • Narbona: o diferencial de Narbona é que, além de visitação e degustações, você pode se hospedar no espaço e aproveitar mais a fundo as maravilhas da vinícola. Imagina que baita experiência? O cardápio tem uma variedade de queijos, doce de leite, iogurte e sorvete, geleias, conservas, entre outros. De acordo com o site deles, a adega tem uma extensão de 50 hectares, localizada no casco da fazenda original do ano 1909, onde Juan de Narbona fundou uma das primeiras adegas do país. Vale ressaltar que eles possuem um restaurante e se a comida for tão boa quanto a decoração você vai estar em boas mãos.
Restaurante Narbona, Carmelo, Uruguay. Fonte: Site oficial Narbona
Resultado de imagem para vinicola narbona
Vinhedo Narbona, Carmelo, Uruguay. Fonte: Site oficial Narbona

Outras opções de passeio, caso você não queira ir em vinícolas ou não seja muito fã de vinhos é fazer cavalgadas pelos campos, passear de bicicleta, um pic nic nos vinhedos, ou até mesmo visitar as praias do Rio de la Plata, como Playa Seré e os balneários de Punta Gorda e Zagarzazú. Têm ainda as opções de fazer passeio a Isla Martín García ou passear pelo Yacht Club, conhecer as vinícolas e campos de oliveiras da região.

Imagem relacionada
Pôr do sol em Playa Seré, Carmelo, Uruguay. Fonte: TripAdvisor
Resultado de imagem para Isla Martín García uruguay
Isla Martín García, Carmelo, Uruguay. Fonte: Cacciola.

Se você está indo com um bom orçamento talvez seja interessante a experiência de se hospedar no Hotel Hyatt Carmelo Resort & Spa. Longe de ser apenas a ideia de ficar em um hotel de luxo, lá você vai ter acesso ao Puerto Camacho. O local é um porto boutique situado dentro de uma propriedade privada, que só pode ser acessado por quem se hospedar no hotel, ou no condomínio ao lado, mediante reserva.

O lugar em si é incrível, a arquitetura remete os visitantes a uma visita na Toscana, não a toa é conhecido como “La Toscanita”, justamente pela semelhança com a arquitetura italiana que prevalece na construção das casas, e algumas destas, têm o privilégio de ter um vinhedo particular no pátio da residência, tornando o lugar charmoso. Ainda tem dúvida de que é uma excelente opção?

Agora pra você conseguir aproveitar tudo isso da melhor forma possível, não dá pra ir arriscando o portunhol, não é verdade? Vem com a gente que temos cursos de espanhol específicos para viagens. Basta preencher nosso formulário aqui e a equipe do Que Tal vai entrar em contato agendando uma aula experimental.

Gostou? Deixa um comentário, é importante pra gente!

Até a próxima.


≈ Série Argentina ≈

≈ Série Chile ≈

≈ Série Colômbia ≈

≈ Série Peru 

≈ Segue nossas redes sociais: FacebookTwitterInstagramYoutube ≈


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s